Mensagens

Update de interação com o crush

Imagem
Andou a fuçar os primórdios do meu instagram e a gostar das minhas fotos do arco da velha, mas assim de muitas, para cima de 15. Publica frases sugestivas ao som de musicas tipo a QUEM EU QUERO NÃO EM QUER da Marília Mendonça.
E é isto.
Ahhh não, ia-me esquecendo, andou enrolado com a Sandra da receção. "Ela queria assumir, ele andava a adiar mas há uns dias foi franco e peremptório em afirmar que não é apaixonado por ela, embora ela até seja tudo o que ele gosta numa mulher... (como assim se ela é loira?!) Ela está a ponderar se continuam a pinar sem strings attached ou não, mas ele não parece importar-se muito com isso." Isto está entre aspas porque foi o que ouvi de uma conversa paralela entre outras duas colegas que comentavam o ar antipático dele. Segundo elas, o homem anda sempre com cara de que "todos lhe devem e ninguém lhe paga". Ahhh o fantástico de acharem que falam sem que consigamos identificar os peões nas conversas... 
Conclusões disto tudo? Não faço a mí…

Amor e sexo # 3 - O chavalo

Imagem
A altura em que saí de uma relação de 9 anos coincidiu com o boom do Facebook, e é claro que a partir do momento em que o comecei a usar como solteira me apareciam imensos homens/rapazes a mandar o isco. Muita escumalha é verdade... Muito gajo comprometido... Enfim, o outro lado. Mas alguns interessantes também.A par disso muito reencontro com amizades antigas, muita boa conversa. Foram bons tempos.Foi lá que encontrei o número 3. Um miúdo de 18 anos. Eu com 23, jovem feita, a tirar um mestrado e a dar os primeiros passos em trabalhos e ele um puto estudante da secundaria. Hoje olho para esses episódios e tenho dificuldade em entender o que se passava comigo. É como se não fosse eu, não me consigo identificar com o que sentia naquela altura. Mas lembro-me bem de ter consciência de que isso ia acontecer e de dizer a mim mesma: "Hás de achar isto estranho, mas lembra-te que foste feliz aqui.". Era de uma região onde tive que ir fazer uma consultoria e numa das vezes pronto, lá…

Os livros da minha vida #5 - Eu sou Eric Zimmerman (vol.1)

Imagem
Há dias disse aqui que se soubesse não tinha lido logo o quarto livro depois do final da trilogia "Pede-me o que quiseres"... Que o ideal era deixar passar um tempo e depois ler com nostalgia. O que fez então aqui a coerente? Acabado o quarto livro lança-se ao primeiro de dois volumes que narra toda a história novamente, mas da perspetiva de Eric Zimmerman... Portanto, olhem para o que digo e não para o que faço.O livro agradou. Acredito que agrade aos fãs da saga. A visão dele é muito mais crua e desprovida de romantismo (gosto), damos de caras com palavras como "picha" e "cona" ou seja, classudo! Mas claro que não há surpresa de desfechos, apenas acrescenta informação a episódios mas sabemos de antemão como acabam. A parte boa é que é lido com vagar... Estive interessada mas não sôfrega por mais a cada capítulo, e portanto o resto da minha vida agradeceu porque não colei tanto no livro. Já vou para o segundo volume claro, mas acabando vou arrumar de vez…

Amor e sexo # 2 - O namoro de longa data

Imagem
Logo após aquele verão, no regresso às aulas arranjei um novo namorado. Foi aquela loucura de grande amor, uma obsessão. Ele acha até hoje que foi o meu primeiro parceiro sexual e eu nunca o desmenti, achei sinceramente que era algo muito meu que não tinha que partilhar... Fizemos amor em sítios que não lembra a ninguém e embora fosse tudo muito ardente, nunca me proporcionou um orgasmo. Foda-se, namorei 9 anos e nunca tive um orgasmo durante o sexo. Agora é que caíu a ficha. Ele não tinha experiência para tal e eu não sentia falta porque me divertia muito sozinha... Embora sim, fingia sempre. Éramos muito imaturos, ciumentos, fechamo-nos num mundo a dois e ao fim de 5 anos a relação começou a entrar em decadência... Sentia-me completamente sem ar, não tinha amigos, só convivia com ele e com familiares, ele tinha ciúmes de tudo o que mexia e eu também... Até com a minha roupa ele se chateava. Hoje consigo perceber que era um machista e eu era demasiado ingénua e achava que aquilo era …

Outro episódio com o crush

Imagem
Como sabem a semana começou ao rubro com o episódio da casa das máquinas. Pensava que a coisa estava arrumada. Tive uma oportunidade irrepetível com o meu crush, nada aconteceu portanto assunto arrumado. Não.
Hoje na hora do lanche tenho quase a certeza que houve uma manobra calculada para que a minha ida ao refeitório coincidisse com a dele (ou então ando com a mania da perseguição). Como sempre, tiro o meu cafezinho e saio, que isto do Covid não está para ajuntamentos, e quem me aborda no hall? Ele mesmo. E o que me diz olhando o vazio? Isto:
"Algum motivo para teres deixado de me seguir no Instagram?"
Whaaaaat?! Na verdade ele pediu para me seguir antes das férias, eu aceitei mas não o segui de volta, mas acho que ele nao reparou e agora acha que na altura segui e como constatou que não sigo, acha que deixei de o fazer.
Eu: " Eu não deixei de te seguir. Porque é que eu ia deixar de te seguir?!" (Ganda lol para mim mesma!!! A sério Diana, grande atriz ca-ra-lho) Ele: …

Episódio inédito com aquele colega de trabalho com quem, em segredo, fantasiamos

Imagem
Sabem que as fantasias sexuais são normais certo?... Às vezes com figuras públicas, outras vezes com o pão do padeiro (passo a expressão). É normal, e diz até que é saudável. Pois bem, tenho tido as minhas, e atualmente o meu crush é um colega de trabalho. Não contactámos muito, apenas nos cruzamos e pouco falamos. Mas o homem é o meu biótipo no seu melhor e atrai-me imenso. Alto, moreno, ombros largos, mãos grandes, ligeiramente definido e com pernas de jogador da bola. E depois, embora não seja lindo, tem um um je ne sais quoi de enigmático e ar de durão. E aquela boca? Meu pai aquela boca... Não sei, mas cada vez que nos cruzamos sobe-me um bocado a temperatura.Sempre achei que estas coisas tinham que ser devidamente mantidas à distância para nunca haver hipótese de nada se concretizar, porque "A ocasião faz o ladrão..." Portanto quando ele pediu para me seguir no Instagram, aceitei mas não o segui de volta, já por causa das coisas. Entretanto meteram-se as férias e mal m…

Amor e Sexo #1 - O primeiro

Imagem
O início da minha vida sexual aos 16 anos não tem nada de inédito, aliás, se calhar até fui das que começou mais tarde. Foi com o meu então namorado de liceu. Lá chegou à altura em que os namoricos não eram apenas beijinhos e abraços e portanto numa tarde, numa praia, tive a minha primeira e a única vez com ele. Nada de mais. Não doeu, não foi sequer bom... Mas claro que foi um marco, embora depois disso continuasse a sentir-me a mesma. Não sei quanto a vocês, mas eu achava que algo ia mudar, não mudou, acho que até me senti defraudada, tipo: "Então é só isto?!"Foi um namoro curto e quando fizemos amor eu já sabia que no no fim das aulas ele se mudaria com a família para outra zona do país e portanto o namoro não duraria. Mesmo assim não pensei muito nisso e fiz o que queria fazer sem medir consequências (como é de se esperar nesta idade). Não me custou assim tanto quando acabou, ainda namoramos mais umas semanas por telemóvel, mas depois chegaram as férias, a praia, e ele p…