Coisas do mundo #12 - A praga dos diminutivos

Podia enumerar aqui um monte de diminutivos pirosos, mas vou referir só 3 que são os que ouço todos os dias:
Máti é Matilde;
Béni é Bernardo;
Drigo é Rodrigo.
E pronto. Devo ser eu que sou uma ave rara, mas sempre gostei de nomes compridos, com mais de duas sílabas, custa-me a aceitar que se coloquem nomes bonitos (?), compridos, com sonoridade, tipicamente portugueses e depois se ande a chamar a canalhada a soar a quem chama o gato.
Custa assim tanto não poupar a dicção? Se calhar estão só a ser carinhosos, ou a querer ser chics e tal, mas soam só a saloiada. Era isto.

P.S.: Como estou de dieta posso estar mais irritadiça que o usual. Desculpas.
P.S.: Não resisto: Maria Luíza é Quitas; Maria é Micas; Francisco é Chico; Frederico é Fred; Carolina é Carol; Valetim é Tito, Leonor é Nônô, Ana é Nocas... e por aí segue, até amanhã.

Comentários